Mulher na capoeira: força ou malandragem?

 Guerreiras que são as musas da capoeira

Cada vez mais as mulheres provam o seu valor dentro deste universo grandioso que é a capoeira, seja como mestras, professoras, instrutoras ou alunas.

Pelo mundo fora, desenvolvem trabalhos magníficos, com força, coragem e talento, com a sua arte e manha no toque do berimbau, no canto e na composição de músicas.

A adaptação das mulheres à capoeira prova que, mais do que força, esta arte envolve inteligência, jogo de cintura e técnica. Capoeira Regional, Angola, jogo de São Bento ou Iuna: qualquer que seja o toque e a levada do berimbau, a mulher mostra mandinga e encanta com a sua beleza.

Como diz a canção, “Ai, ai, ai, ai! São Bento me chama. Ai, ai, ai, ai! São Bento me quer. Capoeira é para homem, menino e mulher”.

 

Presente ou futuro: o que eu posso ser na capoeira?

 

A capoeira é um universo multidisciplinar

Além da arte marcial propriamente dita, o praticante pode explorar danças como o maculelê, o samba de roda, a puxada de rede e o jongo entre outras culturas tradicionais.

Para isso, tem de estudar e conhecer a história de cada uma destas vertentes.

A capoeira permite a cada um escolher o seu caminho dentro de várias expressões culturais. Tudo começa com o aluno, que, por vezes, vem a tornar-se professor. Os dois podem ou não ser cantadores, poetas, artesãos ou desenvolverem tais atividades em exclusivo.

Também existem empresários associados a esta arte marcial. E, apesar de tradicional, trata-se de um mundo em constante desenvolvimento, pelo que podem surgir muitas outras formas de viver a capoeira.

Atividade exigente, mas apaixonante, apela à paciência, à persistência e ao planeamento para conquistar metas. Cada vez mais profissionais apostam na capoeira, arte e cultura que encanta os povos, mas que também abre caminho para conhecer o mundo.

img_5795

 

A capoeira tem um poder incrível de juntar pessoas

Uma grandeza chamada; Intercâmbio cultural

A capoeira é muito mais do que pensamos harmonia, ritmo, cadência e mandinga juntam-se para provocar um arrepio no corpo e invadir a alma de quem pratica e de quem vê, de quem sente a batida do atabaque, o som do berimbau, o repique do pandeiro e o toque do agogô.

Arte marcial, dança, música, educação, cultura, filosofia de vida, tradição e história, espalhou-se pelo mundo com o seu jeito de fazer laços que unem para sempre e deixam memórias boas e incríveis para toda vida de amizades.

Veja esse vídeo para compreender um pouco desse universo chamado capoeira.

As mãos do artesão transformam o material bruto num instrumento magnífico o berimbau

Arte de talhar madeira e fazer nascer o berimbau

As mãos do artesão transformam o material bruto num instrumento magnífico cuja história vem de longe. Instrumento que a todos encanta com o seu toque e a sua harmonia, o berimbau é a alma da roda de capoeira e, consoante o lugar, pode ser também chamado de hungo, urucungo ou oricungo.

Reverenciado por todos os capoeiristas, alguns dos quais chegando mesmo a considerá-lo sagrado, tem o condão de fazer qualquer pessoa parar para apreciar o seu encanto.

O berimbau tem os seus segredos, passados de mestre para aluno ou em jeito de herança familiar.

A madeira tem de ser flexível e, ao mesmo tempo, resistente. O tamanho da cabaça dá o tom. Entre o gunga, que é maior e debita um som mais grave, e o viola, mais pequeno e mais agudo, posiciona-se o médio.

Todos juntos, acrescentam cores à paleta de sons na roda da capoeira e inspiram os praticantes a desenvolverem movimentos que, muitas vezes, vêm de dentro da alma.

arte_de_talhar_madeira e fazer nascer o berimbau_bichodacapoeira
As mãos do artesão transformam o material bruto num instrumento magnífico.

 

Capoeira arte marcial brasileira é reconhecida no mundo inteiro

O tempo prova tudo!  a capoeira provou diferenciando entre outras artes marciais

A capoeira é uma arte que saiu do tempo do cativeiro e passou por várias transformações e afirmações perante uma sociedade que discriminava os negros.

Nos anos 30 do século passado, provou as suas capacidades e afirmou-se como um desporto nacional e cultural no Brasil.

Hoje esta arte marcial magnífica está a ganhar destaque e marca presença em mais de 150 países, mostrando o valor da cultura brasileira e, consequentemente, divulgando a língua portuguesa.

A capoeira é tema de investigações científicas e já provou as suas capacidades na área da educacional. Está presente em escolas, faculdades, jardim de infância, projetos sociais e outras áreas.

Recentemente, foi com toda a justiça que foi reconhecida como Património Cultural Imaterial da Humanidade, distinção atribuída pela UNESCO. Assim, cada vez mais as portas se abrem ao professor, que, no entanto, tem uma nova responsabilidade: a de fazer crescer a capoeira. E isso só se faz com estudo, formação e investimento.

Que sentimentos expressam as músicas da capoeira?

Os capoeiristas compõem e cantam músicas sobre uma ampla variedade de assuntos.

As cantigas falam da história, de lendas e personagens de um passado associado à luta do negro, que atravessou a fronteira dos tempos e deixou uma herança cultural de um povo que não foi esquecido.

Mas também há canções sobre o que está a acontecer dentro da roda e que tentam inspirar os jogadores.

E existem músicas com temas sociais e sobre campanhas de solidariedade, para inspirar a sociedade a fazer algo de bom.

Outros temas, alegres e brincalhões, são direcionados para crianças, mas envolvem temas educativos e pedagógicos.

A música cria memória, a memória das gerações passadas que é transmitida às gerações futuras.

 

cantigas_falam_da_historia_da_capoeira
Cantigas falam da história da capoeira presente momento sobre o futuro
%d bloggers like this: